segunda-feira, 17 de março de 2014

Um 4-5-1 muito louco!

4-4-2 ou 4-3-3?

O técnico Miguel Angel Portugal vem utilizando as duas formações neste período a frente do Atlético Paranaense.

O elenco não é dos melhores, mas tem peças de qualidade, que renderam principalmente em posições específicas, neste ano e no passado recente.

É o caso de Fran Mérida, que entrou bem em algumas oportunidades em 2013, normalmente quando jogou com mais espaço, e de frente para o ataque.

Já Zezinho, contratado como meia promissor, vai bem como volante.

Felipe, muitas vezes utilizado com um ponta, teve seu melhor momento com Drubscky, quando jogou mais centralizado.

Marcelo como ponta dispensa comentários.

E Ederson, quando munido por dois pontas, as vezes invertendo posição, foi o artilheiro em 2013.

Difícil encaixar um time com todos eles nestas posições, mas foi isso que eu imaginei na seguinte formação.



Neste formato, o time parece muito vulnerável.

Mas se a ideia de Miguel Angel é aplicar o tal "estilo europeu" (o que é muito vago), muitos times do velho continente jogam com meias adaptados a volância, ou mesmo volantes que saem mais pro jogo.

É o caso do Manchester City, com Fernandinho e Yaya Toure; do Liverpool com Gerrard, do Chelsea com Lampard e Ramires, etc...

Enfim, fica a ideia.

SRN.

Atualização [20/03/2014]: Pelos acompanhado durante a semana, o jornalista Fernando Freire especulou a seguinte escalação para o jogo de logo mais contra o Universitario. 

Weverton; Sueliton, Manoel, Cleberson, Natanael; Deivid (João Paulo), Paulinho Dias, Mirabaje; Coutinho, Bruno Mendes e Ederson.

Seria o mesmo esquema utilizado na partida em Lima, com um 4-4-2 defendendo mudando para um 4-3-3 ao atacar. Ou algo parecido com isso: 

miguel_angel_portugal_cap


---
RSS - Twitter - Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário