domingo, 8 de julho de 2012

Um jogo, dois times

Considero que ontem, contra  América-MG, foi verdadeira estréia de Jorginho no comando rubro-negro.

O novo técnico teve a semana toda pra trabalhar, testou diversas formações e jogadores, e no final chegou a inexplicável solução de entrar com 5 zagueiros, 1 voltantes, 1 Alan Bahia (posição especial que só o CAP possui), 1 meia e 2 atacantes, num bizarro 5-2-1-2, onde Manoel era mais ala que Gabriel Marques, Ricardinho mais ala que Bruno Costa, e ninguém se encontrava na confusa defesa. Custou a derrota.

No segundo tempo, mudou o time pra como devia ter entrado, ou perto disso. Tirou a "Alambique" Bahia colocando Marcelo, que sempre entra com muita velocidade, levando sempre muito perigo. Empatamos, provando o que sempre digo: "TODOS os times da Série B são MUITO fracos".

Pois é, mas o time cansou, principalmente Paulo Baier (impressionante o que correu o velhinho). Mas aí apareceu outro erro de Jorginho. Num time com apenas um meia, de 37 anos (é isso?), o treinador não escalou um meia sequer no banco!

Aí ficou difícil, e numa bola espirrada no meio, a pelota sobrou para o América-MG, dentro da área: caixão!

Mais uma derrota. Mais uma partida em que, mesmo com um time fraco, podíamos ter vencido, e devido aos próprios erros, de treinador e elenco, perdemos.

SRN

Nenhum comentário:

Postar um comentário