segunda-feira, 11 de junho de 2012

Porque trocar?


Acredito que seja claro para todo torcedor atleticano que o elenco atual precisa de reforços se quiser ter a "facilidade" esperada para ficar entre os quatro primeiros da Série B 2012.

Mas ao contrário do que muitos torcedores pensam, não acho que o elenco é inteiro de "tiriças", e acredito que a base, principalmente os jogadores mais jovens, é promissora.

Considerando isso, o treinador Juan Ramon Carrasco começou o ano muito bem, na minha visão. Resgatou uma característica ofensiva na equipe, de contra-ataques rápidos, jogando com muitos jogadores a frente, sempre buscando o gol. Essas foram suas virtudes.

Chega de invenções
Desde o começo do ano apontei algumas preocupações com esse esquema, mesmo gostando do que estava vendo: jogar assim contra times mais qualificados e a condição física dos jogadores.

E pra solucionar esses dois "problemas", Carrasco esqueceu suas virtudes, passou a jogar no 4-4-2 mesmo contra adversários fracos, e passou a inventar mais do que nunca com a desculpa de poupar alguns jogadores.

E o problema maior é que mesmo com todos os desfalques, Carrasco inventa o inimaginável. Coloca zagueiro recém recuperado improvisado na lateral; lateral sem inspiração como meia de criação; meia leve e baixinho para fazer o pivô; e centro-avante cabeça de bagre como ponta. O motivo, nem ele consegue explicar! E pra completar, insiste no mesmo erro jogo após jogo.

Chega, não dá mais!

Trocar treinador por trocar é errado e inútil, por isso concordo com alguns atleticanos que dizem que temos que ter alguém certo antes mandar Carrasco embora.

Mas ficar com Carrasco não dá mais, precisamos de um treinador que NO MÍNIMO escale o melhor que temos, que já não é muito.

SRN

Nenhum comentário:

Postar um comentário