quinta-feira, 29 de março de 2012

É proibido mudar (o esquema tático)


Carrasco já disse varias vezes que seu jeito de armar o time é no 4-3-3 e pronto, mas com esse elenco atual, e devido as contusões de Marcelo e Ricardinho, será que pequenas mudanças no esquema não tornariam o time bem mais produtivo?

Minha opinião é que sim, e para as próximas partidas, eu mudaria o esquema do Atlético para um 4-4-2 meio torto, com:

Vinicius; Pablo, Manoel, Gabriel Marques, Héracles; Deivid, Alan Bahia (Zezinho), Liguera, Harrison; Guerrón, Edigar Junio.

Deixando Guerrón na ponta esquerda, com Pablo subindo mais ao ataque, com a posse de bola teríamos dois "pontas", como no 4-3-3 atual, com Alan Bahia (Zezinho) ou Deivid fazendo a cobertura do lateral-direito que subiu.

Pelo meio, Liguera ou Harrison também podem cair pela direita quando Pablo não subir, com o outro entrando na área para concluir (e Liguera já mostrou que essa é sua especialidade - e não tem entrado nas últimas atuações), e os dois volantes fazendo a sobra.

Acredito que com essa formação Carrasco poderia aproveitar melhor as qualidades do elenco, ainda com Baier e Marcinho podendo substituir os dois meias, com Renan Foguinho como opção, além de Bruno Furlan, Rodriguinho e Marcelo (quando voltarem) sendo opções no ataque.

SRN.

Nenhum comentário:

Postar um comentário