quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Vitória tranquila com ataque correspondendo


O jogo começou com o Atlético bem, indo pra cima, buscando as jogadas pelas pontas, principalmente na esquerda, com Ricardinho buscando a jogada de linha de fundo e Heracles subindo bastante fechando pela meia, mas errando na conclusão das jogadas.

O gol saiu numa jogada mais isolada, com um ótimo lançamento de Marcinho, que não fez mais nada além disso, e excelente conclusão de Bruno Mineiro, que junto com Ricardinho, foi destaque na primeira etapa.

E quando o Operário chegava, Gustavo as vezes falhava, mas Manoel não perdoava e tratava de sair jogando com categoria.

A partir dos 30 minutos, o Atlético se acomodou, e levou o jogo em banho maria até o final do primeiro tempo...

Veio o segundo e com ele as alterações malucas de Carrasco.

O Furacão dominava, mesmo com as bizarrices de Nieto, absurdamente pela ponta, e Marcinho perdendo quase todas. Aí Carrasco tirou Marcinho (certo), colocando Pablo (errado) pela DIREITA. Foi o que determinou a superioridade do Operãrio no segundo tempo.

Pablo é atacante, e claramente não sabe marcar. Então porque colocar o guri pela direita, ainda mais num esquema onde o lateral não deve subir, como o próprio treinador orientava durante a partida? Não tem como entender... Nos 3 primeiros lances na direita da defesa rubro-negra, Pablo fez falta, todas levando perigo ao gol de Rodolfo, que salvou todas!

A situação melhorou um pouco quando Heracles percebeu que virou meia, e passou a ficar mais proximo do ataque, segurando mais a bola na frente, e com a entrada de Harrison, que foi bem pra uma estreia, inclusive criando a jogada do que seria o segundo gol rubro-negro, que Nieto, na sua especialidade (de cabeça) disperdiçou!

No final das contas, ao contrário do que andam dizendo, foi uma vitória tranquila e justa, na minha opinião. E ainda deu tempo pro Furacão perder duas grandes chances, com Nieto chutando no ângulo pra uma defesa incrível do goleiro adversário, e com Marcelo perdendo cara a cara com o goleiro.

Segunda vitória que encaminha o rubro-negro pra um campeonato bem diferente do ano passado, quando desde o início deixou o Coritiba se distanciar... esse ano o Atletiba promete ser mais decisivo!

SRN

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

[Arena da Baixada] Na novela dos estádios, falta o óbvio: "bom senso"

Não acho que Coritiba ou Paraná sejam obrigados a alugar seus estádios para o Furacão nesse período de obras na Arena, e também acho a tentativa da Federação Piadas Paranaense de Futebol absurda, ao tentar na justiça forçar o aluguel do Pinga-Mijo Couto Pereira fixando inclusive o preço.

E não vou justificar esse meu "achismo" com trechos de leis ou regulamentos, mas pelo simples bom senso.

Assim como a Arena, o Erasmão estádio dos Coxas é bem privado, e simplesmente não faz sentido algum obrigá-los a alugá-lo.

Não achei correta também a postura de Petraglia sobre o assunto, nem iniciando as tratativas com os donos do estádio, e indo direto tratar com a incompetente e despreparada FPF.

Agora, já que estamos falando em bom senso, ele também está em falta lá do lado verde.

Todos sabem que o Pinga-Mijo logo precisará ser reformado ou demolido, e obviamente a única melhor opção de estádio para eles será nossa Arena, e aí quero ver eles pedirem bom senso.

Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa.
No final das contas vamos é estrear em Ponta Grossa, e o site oficial passa os detalhes para a retirada de ingressos: http://www.atleticoparanaense.com/noticias/oficiais/25732,Estreia_no_Paranaense_sera_em_Ponta_Grossa.html