segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Queda pedagógica


O jogo

A partida contra o América-MG, em Uberlândia, foi o símbolo do futebol apresentado durante toda a temporada pelo Atlético.

Falta de vontade e comprometimento, aliado a deficiência técnica dos melhores condicionados fisicamente e a deficiência física dos mais técnicos.

Jogadores como Heracles, Wendel e Guerrón até correm durante toda a partida, mas tecnicamente ficam devendo, com falhas defensivas (Heracles e Wendel) e constantes gols perdidos (Guerron).

E jogadores como Cleber Santana, Branquinho, Paulo Baier e Marcinho, que podem fazer a diferença técnicamente, hoje se arrastam em campo.

E pra atrapalhar ainda mais, ontem até o melhor jogador do elenco na temporada foi muito mal: Deivid.

A verdade é que depois da partida de ontem, não temos do que reclamar. Jogamos como derrotados.

Futuro

Agora sim é hora de pensar em eleições, propostas... no futuro do Atlético.

2012 sem Arena da Baixada

Ano que vem, jogaremos fora da Baixada, e a partir daí já começa a escolha de quem deve assumir o Atlético no próximo triênio.

Na minha opinião, a diretoria deve buscar com todas as forças levar os jogos para o Couto Pereira, por motivos óbvios:

- Gramado melhor que o da Vila Capanema;
- Espaço sufuciente para manter (ou amplicar) o número de sócios;
- Mais confortável se comparado a Vila;

Aprendendo com a série B

Com a queda já praticamente decretada, temos que questionar os candidatos com a seguinte questão: "Como fazer com que essa seja uma queda pedagógica?"

Já que esse passo para trás vai acontecer, temos que pensar em como usá-lo como um "recuo estratégico", para darmos outros 5 passos a frente depois.

E temos exemplos próximos.

Quando o Coritiba caiu em 2005, ficou 2 anos na série B e nada mudou. Precisaram cair novamente para aprenderem, e isso não pode acontecer conosco.

E uma das soluções "políticas", na minha opinião vem do "co-irmão": um colegiado tomando as decisões mais importantes.

E que venham as eleições...

Nenhum comentário:

Postar um comentário