quarta-feira, 28 de setembro de 2011

[Arena da Baixada] Torcedor não é beata. Se não quer ouvir xingamentos, fica em casa!


Acredite se quiser, tem gente
defendendo a PM neste caso.

Depois de publicar um post cheio de absurdos e inverdades, o jornalista João Carlos Assumpção, o tal do Janca, da LanceNet, mudou alguns pontos de seu post mudando um pouco o tom de crítica a torcida atleticana, que protestou contra o árbitro no sábado passado.

Mesmo assim, o jornalista insistiu em defender a ação da PM contra os torcedores, na Arena.

Não feliz em defender a ação da PM, criticou a torcida rubro-negra, e a estrutura da Arena... BIZARRO.

Então, vou deixar aqui a tréplica que escrevi no blog dele:

"Vou apenas responder suas perguntas...

O que eu chamo de ação da PM?

Reagir a  um aglomerado de torcedores que estão xingando (apenas isso, repito) o árbitro com porradas de cassetete e tiros de borracha.

Os torcedores não fizeram nada? Só xingaram?

Sim, só xingaram. A PM "alega" que objetos foram arremessados, pois então que mostrem as imagens de alguma das diversas câmeras que filmavam o incidente, ou mesmo apresentem os objetos arremessados.

Os jogadores do Fluminense reclamaram?

O Fred reclamou que teve que parar a entrevista pelo tumulto (tadinho). SIM, tumulto causado pelos tiros de borracha e porradas que a polícia deu pra dispersar a galera que só estava ali pra xingar. Se a polícia tivesse apenas escoltado o árbitro, como é praxe em todos os estádios brasileiros, nada teria acontecido.

Agora completando...

Não sei se você conhece a Arena da Baixada, ou algum estádio com os moldes parecidos. A arquibancada fica próxima ao campo, e a única maneira de sair de campo é passado perto da torcida, basta assistir alguns jogos do campeonato inglês que verá mais ou menos como funciona.

E quando a torcida quer protestar, com o time, com o árbitro, ou seja quem for, sabe que os indivíduos vão sair por ali mesmo, e parte dos torcedores acabam se deslocando pra lá, pra tentar mostrar sua indignação.

Isso acontece há 12 anos, desde que a Arena foi inaugurada. E nas poucas vezes que incidentes de objetos arremessados ocorreram, o Atlético foi devidamente punido.

Não sou inocente de achar que todos que estavam protestando ali são absolutamente civilizados, afinal tem camarada que só foi lá pra tentar bater nos PMs, depois da "ação militar". Mas posso afirmar que se ALGUÉM arremessasse alguma objeto no campo, os primeiros a denunciar o indivíduo seriam os próprios torcedores, como já aconteceu algumas vezes.

Mas se, mesmo sem nenhuma prova de qualquer atitude que tenha passado de xingamentos por parte da torcida, você acha que a PM tinha que agir como agiu, realmente, vamos concordar em discordar.

Mas ainda afirmo, como já disse Mauro Cézar Pereira, da ESPN Brasil, torcedor não é beata, e se não quer ouvir xingamentos, fica em casa."

Pra quem quiser responder o tal de Janca, clique aqui.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

O que tirar da "Carta aos atleticanos", de Marcos Malucelli

Mais uma vez Marcos Malucelli solta, pelo site oficial, uma "Carta aos atleticanos"...

Dessa carta, cito aqui uma frase:

"...A partir de hoje o comando do futebol do CAP passa integralmente, sem intermediários, para as minhas mãos..."

Repetindo o que aconteceu em 2008, quando Petraglia ainda estava no comando, Malucelli assume o futebol no Furacão.

Naquele ano, o comportamento do time mudou completamente. Com a chegada de Geninho, a equipe que no geral era mais fraca tecnicamente que a de hoje, se superou. Na vontade, na raça, e na disciplina tática, explorando o único ponto forte do elenco naquela altura (Netinho cruzando e Rafael Moura finalizando), o Atlético escapou do rebaixamento na última rodada, contra o Flamengo.

Agora é direto com o presidente, Delegado.

Mas agora, pelo histórico de incompetência dessa gestão, a expectativa de mudanças na prática, é mínima.

Então está aí a última chance do atual presidente deixar o Clube com um mínimo de dignidade possível.

Mesmo com o forte sentimento pessimista que toma conta do meu lado sofredor torcedor, o jeito é acreditar, mais um vez, que alguma coisa vai mudar e que vamos sair dessa.

#ForçaFuracão!

#PraInspirar

"Cornetando" a escalação de Lopes contra o Inter


Com Marcinho as chances de
vencer são muito maiores.
Com os desfalques de Deivid e Pablo, além de Rafael Santos e Wágner Diniz (reforços quando não jogam), meu time para domingo seria:

Renan Rocha; Edilson, Manoel, Fabrício, Marcelo Oliveira; Wendel, Renan Foguinho, Cléber Santana, Marcinho; Guerrón e Morro Garcia.

Não sei se Paulo Roberto já teria condições de jogo, se sim, colocaria ele pro lugar de Wendel.

Talvez Marcinho também não tenha condições de participar desde o início, mas veja sua presença, nem que no segundo tempo, fundamental para a vitória, basta ver o histórico do Furacão neste Brasileiro.

E como opções teríamos O Maestro Baier, Nieto, Adaílton e Kleberson.

Com muita raça, sem trabalhadas (pra não dizer pior), e um pouco de sorte, vencemos o Internacional e vamos a 27 pontos...

E como inspiração, segue o gol da vitória no ano passado... golaço do Maestro:

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

É proibido xingar...

Depois da arbitragem meter a mão no Furacão, novamente, a torcida cansou e resolveu protestar, com xingamentos, apenas isso.

E a PM fez o que? Desceu a borracha e disparou tiros pra cima dos Sócios Furacão. Veja no vídeo:


Depois, ainda fez uma demonstração de força desfilando no centro do gramado, imagem não mostrada no vídeo.

Reparem também, no vídeo, PMs ameaçando os torcedores com xingamentos e ameaças.

Mauro Cézar Pereira escreveu sobre o assunto em seu blog, leia aqui.