terça-feira, 27 de setembro de 2011

O que tirar da "Carta aos atleticanos", de Marcos Malucelli

Mais uma vez Marcos Malucelli solta, pelo site oficial, uma "Carta aos atleticanos"...

Dessa carta, cito aqui uma frase:

"...A partir de hoje o comando do futebol do CAP passa integralmente, sem intermediários, para as minhas mãos..."

Repetindo o que aconteceu em 2008, quando Petraglia ainda estava no comando, Malucelli assume o futebol no Furacão.

Naquele ano, o comportamento do time mudou completamente. Com a chegada de Geninho, a equipe que no geral era mais fraca tecnicamente que a de hoje, se superou. Na vontade, na raça, e na disciplina tática, explorando o único ponto forte do elenco naquela altura (Netinho cruzando e Rafael Moura finalizando), o Atlético escapou do rebaixamento na última rodada, contra o Flamengo.

Agora é direto com o presidente, Delegado.

Mas agora, pelo histórico de incompetência dessa gestão, a expectativa de mudanças na prática, é mínima.

Então está aí a última chance do atual presidente deixar o Clube com um mínimo de dignidade possível.

Mesmo com o forte sentimento pessimista que toma conta do meu lado sofredor torcedor, o jeito é acreditar, mais um vez, que alguma coisa vai mudar e que vamos sair dessa.

#ForçaFuracão!

#PraInspirar

"Cornetando" a escalação de Lopes contra o Inter


Com Marcinho as chances de
vencer são muito maiores.
Com os desfalques de Deivid e Pablo, além de Rafael Santos e Wágner Diniz (reforços quando não jogam), meu time para domingo seria:

Renan Rocha; Edilson, Manoel, Fabrício, Marcelo Oliveira; Wendel, Renan Foguinho, Cléber Santana, Marcinho; Guerrón e Morro Garcia.

Não sei se Paulo Roberto já teria condições de jogo, se sim, colocaria ele pro lugar de Wendel.

Talvez Marcinho também não tenha condições de participar desde o início, mas veja sua presença, nem que no segundo tempo, fundamental para a vitória, basta ver o histórico do Furacão neste Brasileiro.

E como opções teríamos O Maestro Baier, Nieto, Adaílton e Kleberson.

Com muita raça, sem trabalhadas (pra não dizer pior), e um pouco de sorte, vencemos o Internacional e vamos a 27 pontos...

E como inspiração, segue o gol da vitória no ano passado... golaço do Maestro: