terça-feira, 21 de junho de 2011

Atacante que joga com o corpo, "El Morro" pode sofrer com adaptação

E chegou "El Morro", a contratação mais cara da história do clube.

Meu lado da razão me avisa: é uma aposta, e das bem arriscadas! Lógico que no futebol é preciso arriscar para obter sucesso, mas será que essa aposta realmente teve critério?

Já o lado da paixão acredita com todas as forçar que o cara vai jogar muito, meter 3 gols no primeiro jogo, e no final do ano já será ídolo!

Por isso o negócio é tentar achar um meio termo, pra não me empolgar muito, mas também não secar o cara né...

Pelos vídeos, que sempre aumentam a qualidade dos jogadores, dá pra notar que é um atacante forte, goleador, que joga o tempo todo com o corpo... e daí vem a minha principal preocupação: "os juizes brasileiros".

Atacante que joga com o corpo em time fora dos eixo tende a ter dificuldades de adaptação. Basta lembrar de Guerrón e Nieto, que vivem fazendo faltas de ataque por aqui. Já Kléber, do Palmeiras, e mesmo Adriano quando jogava no Flamengo, em jogadas similares recebem a benção do juiz e seguem o lance (basta lembrarem do primeiro gol do Adriano na volta, encima do Rhodolfo, empurrão claro).

Mas faz parte, e cabe a Santiago "El Morro" García se adaptar!

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Qual a solução?

E a torcida marcou presença em Floripa!
[foto: FURACAO.COM]
O que está acontecendo com o Atlético este ano? As justificativas são as mais variadas possíveis, desde o começo do ano estamos ouvindo um show de desculpas e possíveis soluções.

Os problemas todos já conhecem, escolha equivocada de treinadores, contratações mal feitas, e aos montes, queima de alguns bons jogadores pelo desempenho geral da equipe, etc...

Mas e qual é a solução afinal?

Adilson Batista foi apontado como grande parte dessa solução por muitos, inclusive por mim. E por enquanto parece estar mais atrapalhando do que ajudando. Mas pra mim é claro que o problema não é só ele.

Outros apontaram a contratação de medalhões como solução. Eu mesmo sempre critiquei a antiga diretoria por não trazer jogadores já consagrados, investindo mais pesado em um número menor de jogadores. E isso vem sendo feito pela diretoria, mas aparentemente de forma equivocada.

Equivocada pois estamos contratando por empréstimo grande parte dos jogadores, e com isso deixamos de destacar os NOSSOS jogadores, a nossa base. Hoje temos um elenco cheio de jogadores emprestados, sem identidade alguma com o clube. E enquanto isso, Héracles, promessa da base, é rebaixado pro time Júnior.

O próprio Madson, que é idolatrado pela torcida (e joga muito mesmo), é emprestado, e deve deixar o clube da mesma forma que chegou, sem cerimônia alguma, e sem deixar um centavo aqui dentro.

E pra piorar a situação, parece que os BONS a diretoria traz por empréstimo, já os FRACOS contrata, e paga caro.

É o caso de Robston, Guerrón, Paulinho, que não jogam nada a tempos. Já Madson, Marcelo Oliveira, Cléber Santana e Rômulo, todos emprestados, fazem boas partidas, mas devem deixar logo o clube.

Já Deivid, um dos poucos da base, vem sendo o melhor em campo em praticamente todas as partidas.

Enfim, a coisa está toda errada, e a solução? É... tem que mudar tudo mesmo!

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Guerrón deve sair...na hora certa!

O equatoriano já fala em tom de despedida, devendo deixar o Furacão nos próximos dias.

Considerando que Guerrón é titular hoje, pode-se considerar um prejuízo, ainda mais com essa fase complicadíssima que vive o Furacão.

Mas analisando a qualidade do futebol do atacante neste ano, acredito que é a hora certa pro Atlético se "desfazer" desse "investimento". Lógico, considerando que sairemos no lucro com a transação.

Não é de hoje que a torcida pega no pé de Guerrón, que mesmo marcando seus gols decisivos ano passado, vem perdendo gol atrás de gol esse ano, fazendo a galera lembrar do Kléber, O Incendiário!

Pra quem fala que o "Klébão" era muito melhor, lembrem-se de como a torcida também pegava no pé do cara, era uma relação de amor e ódio mesmo.

Mas o problema vem na reposição, sai Guerrón e entra quem? Adaílton ainda é uma incógnita, uma aposta, e das bem arriscadas. Nieto é matador, e deve ser titular, mas não faz nem de longe o papel que Guerrón cumpre no ataque.

Por isso chego no ponto óbvio da conversa: TEM QUE CONTRATAR! E com qualidade, principalmente pro ataque.

Ps.: e chega de 3 ou 4 volantes né Adilson?