segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Entrando em 2011 com prejuízos

... que não deu certo...

Apesar do sucesso no concurso n.º 171, o Atlético fechou a tem­­porada fora do grupo prin­­ci­­pal da Timemania, com­­posto por 20 clubes, aqueles mais indicados pelos apos­­tadores, que dividem 65% da arrecadação repassada pela Caixa Econômica Federal. O motivo, de acordo com o Ru­­bro-Negro, teria sido a ante­­cipação do concurso 172 para os últimos dias de de­­zem­­bro – o sorteio estava previsto ini­­cialmente para acontecer ape­­nas neste mês. Fora da elite, o Atlético terá de ratear com os outros integrantes da “Segun­­dona” apenas 25% do montante.

... pode parar na Justiça

O Atlético estuda, em virtude da mudança de data, qual a melhor estratégia para cobrar a Caixa. Em nota enca­­mi­­nha­­da à coluna, a assessoria de im­­prensa do clube informou que “o departamento jurídico do CAP está avaliando a situação para apresentar um parecer à diretoria”. Uma possível briga judicial não está descartada.

Menos dinheiro no bolso 1

Mais um indicativo de que o Atlético não entrou 2011 com o pé direito – pelo menos no aspecto financeiro. A segura­­dora HDI, que até o ano pas­­sado estampou sua marca nas mangas do uniforme rubro-negro, anunciou que não irá mais patrocinar o clube. Mu­­dança de estratégia de mar­­ke­­ting foi a alegação usada pela empresa para não renovar o contrato.

Menos dinheiro no bolso 2

Já em relação à Philco, patro­­cinadora master do Atlé­­tico, ainda não há uma definição se o acordo será estendido.

A res­­posta da empresa deve sair nesta semana, segundo informou o departamento de co­­municação do clube. Vale res­­saltar que, de acordo com um estudo da Trevisan Gestão do Esporte, o Furacão foi quem melhor utilizou os recursos de publicidade na disputa do Brasileirão-10. “[O clube] transformou R$ 4 milhões [arrecadados com a Philco e HDI] em uma 5.ª posição no campeonato”, diz o artigo.

Agora vai

De acordo com Enio Fornea, vice-presidente e diretor de obras do Atlético, até o dia 31 deste mês o projeto executivo de adequação da Arena ao pa­­drão Fifa, visando a Copa de 2014, estará pronto. Já na se­­quência, ainda segundo o di­­rigente, o clube dá início ao processo de licitação da obra – o custo estimado gira em torno de R$ 135 milhões.

Fonte: Carlos Eduardo Vicelli / Gazeta do Povo.

---

Assim, o Atlético entra em 2011 perdendo R$4 milhões em patrocínios, além fracasso na Timemania que, pelos menos cálculos, causará um prejuízo de até R$1 milhão.

São R$5 milhões de reais a menos num orçamento previsto de R$60 milhões, quase 10% do total.

Pensando na prática, seria o investimento em dois grandes reforços para a temporada.

E a perspectiva para novos patrocínios, em 2011, não é boa, já que a Arena, que seria a principal fonte de renda de patrocínios para o Furacão nos próximos anos, estará em obras a partir de maio.

Por isso eu acho que a solução é vencer em campo, mas nos campeonatos certos!

Ganhar o Paranaense não serve pra porcaria nenhuma, nem a torcida se engana mais com o título estadual.

Por isso acho importante que a pré-temporada seja completa, e que o foco sejam a Copa do Brasil, Sulamericana e Campeonato Brasileiro.

Fazer um boa Copa do Brasil, por exemplo, pode ser a chave para conseguir um bom patrocínio Master para o restante da temporada.

Um comentário: