terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Atlético pode "trocar" Riva por jogadores do São Paulo

Riva tem história no Atlético.
Uma parceria impensável há alguns anos, começa a ganhar força neste final de 2010. Atlético e São Paulo estreitam o relacionamento e isso pode render mais um reforço ao Rubro-Negro, vindo do Morumbi.

Depois do lateral-direito Wagner Diniz, que deve continuar na equipe, o Furacão pode conseguir trazer para o ano que vem o atacante Fernandinho ou meio-campista Cléber Santana.

O veterano Fernandão, que chegou a ser incluído em uma lista de reforços do Atlético, já foi descartado pelas duas diretorias. "Não tem nada com o Fernandão. O nome dele nem está na lista preparada junto com o Sérgio Soares. O que queremos é permanecer com o Wagner Diniz, porque o Élder Granja não fica", disse o diretor de futebol atleticano, Ocimar Bolicenho.

O superintendente de futebol do clube paulista, Marco Aurélio Cunha, reforça a declaração de Bolicenho, mas não descarta uma possível negociação de outros nomes, deixando uma porta aberta para o Atlético.

Carpegiani, o traíra.
"Quanto ao Fernandão não tem a mínima condição. Ele fez um ótimo ano e está nos nossos planos. Mas em uma relação entre amigos, tudo é possível. Estamos abertos ao Atlético, desde que não seja algo que não possamos atender", destacou o dirigente tricolor. 

Por outro lado, o Atlético pode perder o preparador físico Riva de Carli. Ele está cotado para assumir o lugar de Carlinhos Neves, que deixou o São Paulo para se dedicar exclusivamente à Seleção Brasileira.

O nome de Carli foi indicado por Paulo César Carpegiani, que trabalhou com o preparador durante o Campeonato Brasileiro. "Não recebi nada oficial deles. Teve apenas uma conversa simples com o Carpegiani. Ele mostrou a intenção e perguntou se eu queria fazer parte da comissão", contou Riva.

Por enquanto, o preparador físico segue no Furacão, mas sem um contrato formalizado com o clube paranaense. Isso significa que uma proposta tentadora pode mudar seus planos.

"Eu sou profissional. Tenho contrato moral com o Atlético até dezembro de 2011, mas se houver uma proposta vou sentar para avaliar", explicou. Mesmo sem a diretoria do São Paulo ter feito uma proposta oficial, caberá a Carpegiani decidir se Riva fará parte da sua equipe em 2011.

O São Paulo deu carta branca ao treinador, desde que o pedido salarial não seja exorbitante. "Esta questão cabe ao Carpegiani responder. O preparador vai trabalhar ao lado do técnico. Com o Carlinhos deixando nossa equipe, tem a prerrogativa de o Carpegiani indicar seu preparador. Se houver um entendimento entre ele e o Riva o São Paulo vai ouvir", disse Marco Aurélio Cunha.

Fonte: Paraná-Online

---

Moraci Sant'anna já fez bom trabalho
no Furacão.
Pra mim, Riva é um dos grandes responsáveis pela boa campanha do Furacão em 2010. Seria muito ruim para o clube perdê-lo, principalmente para outro time brasileiro, reforçando o "inimigo". Mas pelas declarações de Riva, Marco "Arrogante" Cunha e Carpa "o traidor", o preparador que tanto sucesso fez no Atlético deve mesmo ir para São Paulo.

Mas eu acho que pra isso a diretoria rubro-negra deve exigir grande contrapartida. Jogadores como Fernandinho, Fernandão (já descartado), Cléber Santana seriam muito úteis, e podem fazer a diferença em 2011. Agora, sem essa história de empréstimo, por favor. Trazer um ou dois reforços pontuais por empréstimo é uma coisa, mas ficar servindo de vitrine pra time de São Paulo não dá. Se Fernandinho ou Cléber Santana vierem, que sejam contratados, ou até melhor, emprestados, mas com opção de compra com preço definido.

Além disso, com a saída de Riva de Carli, as portas se abrem para a volta de Moraci Sant'anna, que já provou, aqui no Furacão também, ser muito competente.

Sobre o reforços

Fernandão

Acho um baita jogador, mas com salário, provavelmente, muito além de seu futebol;
Fernandinho, no Grêmio "Itinerante".

Fernandinho

Promessa mal aproveitada pelo São Paulo, como vários jogadores que passam por lá. Pode ser muito útil ao Furacão, mas temos que ficar de olho no o comportamento do jogador fora de campo, além de fazer um contrato bem feito pra não perder dinheiro com ele, pois ele gosta de se oferecer pra tudo quanto é time.

Cléber Santana

Não vejo nada de extraordinário no jogador, mas é muito técnico e joga em qualquer posição no meio campo.

Um comentário:

  1. Como estamos ficando exigentes hein!
    Prá mim qualquer dos nomes citados (Fernandinho, Fernandão, Cléber Santana) escolhem camisa no time do Atlético. Concordo que venham com passe estipulado pois chega de fazer vitrine para depois voltarem aos seus times sem qualquer retorno financeiro.

    ResponderExcluir