sábado, 18 de setembro de 2010

Fanáticos e Ultras se enfrentam e promovem quebradeira no Prajá

O vereador Julio César Sobota (Julião da Caveira), do PSC, presidente da torcida organizada do Atlético Paranaense “Os Fanáticos”, foi detido na noite desta sexta-feira (17), para prestar esclarecimentos sobre a quebradeira da lanchonete Praja, localizada no estádio da Arena da Baixada, no bairro Rebouças, em Curitiba. O quebra-quebra aconteceu por volta das 23h30 durante a festa de 18 anos da torcida organizada ULTRAS, do Atlético.

Testemunhas disseram à polícia que cerca de 60 torcedores comemoravam o aniversário no momento em 30 ou 40 torcedores da torcida organizada OS FANÁTICOS, do mesmo time, invadiram o local provocando uma grande briga. Há uma rivalidade histórica entre as duas torcidas.

Leia também: Sobre violência nos estádios e o episódio da Arena Joinville

Cadeiras e mesas foram quebradas durante o confronto que deixou vários torcedores feridos. Em entrevista à Banda B, a dona da lanchonete, Maria Bruel, disse que a invasão teria sido comandada pelo presidente da Fanáticos, o vereador Julião da Caveira. “O Julião foi o responsável por toda a confusão. Ele que liderava os torcedores que chegaram agredindo todo mundo. Eles quebraram tudo. Se não fosse a chegada da polícia, eu não sei o que teria acontecido”, disse a comerciante que prestou depoimento à delegada de plantão no Ciac-Sul.

Confirmando a versão da dona da lanchonete, Marcelo Lopes, fundador da Ultras e conhecido como Rato, contou à reportagem da Banda B que o vereador Julião estava junto e inclusive tinha iniciado a confusão. "Eles estavam em mais ou menos em 40 pessoas, todos caracterizados de Fanáticos. O vereador que começou a briga. Tá tudo filmado", disse.

O vereador foi encaminhado pelos policiais militares que atenderam a ocorrência até a delegacia. Ele não foi algemado. Outros torcedores foram para a delegacia como testemunhas. Muitos apresentavam escoriações no corpo em razão da briga.

A Banda B tentou ouvir o presidente da Fanáticos, mas ele não quis gravar entrevista. “Meu advogado me orientou a não falar nada. Vou esperar”, afirmou Julião. Ao ser informado de que torcedores e a dona da lanchonete teriam o apontado como o responsável pela invasão, ele disse: “Deixe que falem o que quiserem”.

Fonte: Banda B (Reportagem completa aqui)


Foto: Vinícios Borek - Gazeta do Povo
---

Absurdo.

Espero que o Atlético tenha as imagens na confusão, e todos possam ser detidos. Quem brigou deve ser proibido de entrar na Arena. Se for sócio, deveria ser desasociado.

Mas sabemos que nada disso vai acontecer, infelizmente.

E a briga acontece dois dias depois que varias cadeiras da Arena foram quebradas, justamente no setor onde a torcida Os Fanáticos fica. Veja as fotos dos danos. (fotos do site oficial do Atlético)



5 comentários:

  1. eu e mais varios torcedores do atletico tinhamos orgulho de dizer que a nossa torcida e a nossas organizadas pregavam a paz.

    Estou tao decepcionado com essa noticia que nem sei o que dizer, só posso dizer: VERGONHA

    ResponderExcluir
  2. Vergonhoso, sempre achei que a Fanáticos pregava a paz.

    ResponderExcluir
  3. Os Fanáticos são a vergonha do Atlético e não é de hoje

    ResponderExcluir
  4. ai, nao vai dizer coisa sem saber!!

    A BRIGA NAO COMECOU NO DIA DO ANIVERSARIO DA ULTRAS!

    ja vinha de vaarias semanas antes, fazer a reportagem esta certissimo, mas vamos colcoar os fatos completos para nao distorcer o pensamento de quem esta lendo!

    seja imparcial se for falar sobre o assunto!


    Parabens pelo blog! quando for sobre SUA opniao pode falar o que voce quiser, nos entramos aqui por que queremos, mas se voce for falar sobre FATOS entao voce dever ser COMPLETO e IMPARCIAL!


    e aos colegas que estam metendo o pau na organizada, deveriam se informar do que realmente aconteceu antes de ficar falando hooligans ou de que a torcida nao prega a paz...
    perguntem a quem esta por dentro... o PORQUE da briga...

    att., Rafael.

    ResponderExcluir