segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Novo capítulo da novela Copa 2014 (re)aproxima Arena da Baixada do Mundial


Depois de duas horas de reunião, o Governo, a Prefeitura e o Atlético parecem ter chegado a um acordo em relação a Copa do Mundo de 2014. Escrevo parecem porque tratando deste assunto, cada dia tem surgido um fato novo. 

O gestor municipal para assuntos da Copa 2014, Luiz de Carvalho, participou da reunião desta segunda-feira e contou como Curitiba irá garantir a Copa de 2014 na capital paranaense.

“Foi constituída uma comissão. Eu, a Procuradora Geral do Município, o Secretário Algaci Túlio, o Renato Requião, pelo Atlético, e o engenheiro Flávio, que responde pela obra. A comissão irá elaborar um termo de conduta. Vão assiná-lo, o Governo, a Prefeitura e o Atlético, isso deve ser feito publicamente ainda nessa semana para que a Prefeitura possa encaminhar a Lei do Potencial Construtivo e o Governo uma lei para que ele possa estar usando o FDE, a Agência de Fomento do Estado e o BRDE, onde poderemos colocar o Potencial construtivo ou o FDE garantindo o empréstimo para a obra”. 

“Hoje posso afirmar que a Copa vai ser na Arena da Baixada. Chegamos a solução faltando apenas detalhes burocráticos. O primeiro passo é a elaboração do termo de conduta. Serão emitidos 90 milhões de Potencial Construtivo baseados na metragem total da obra e esse potencial será utilizado por parte do Governo e da Prefeitura. Já o Atlético vai cumprir a parte dele”.

BRDE, Agência de Fomento do Estado e FDE

“O Governador deve começar a preparar isso juridicamente para encaminhar para a Assembleia. Isso vai correr em regime de urgência. Esses vão ser os agentes que vão atuar para transformar o Potencial Construtivo em recurso. Com o potencial construtivo, a própria obra vai se auto sustentar, o estado através de um mecanismo financeiro só irá vai facilitar”.

Fonte: Blog da Nadja Mauad (leia o post completo clicando aqui)


Atualização (21h45min): E o site oficial do CAP divulgou nota oficial sobre o assunto, leia clicando aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário