domingo, 8 de agosto de 2010

Com novas falhas individuais, Furacão tropeça e apenas empata com São Paulo

Foto: Robertson Luz/Gazeta Press
O Furacão mereceu a vitória, perdeu algumas oportunidades claras, a principal com Guerrón, logo no primeiro minuto de partida. Além disso, novamente falhas individuais definiram a partida. 

O São Paulo, antes da expulsão de Manoel, não assustou, mas com apenas uma chance, marcou. O gol saiu numa falha de Manoel, muito parecida com a falha de Bruno Costa contra o Fluminense, na sequencia, Marlos cruzou para Cleber Santana, que chutou encima do goleiro Neto, que também falhou, não conseguindo evitar o gol.

Logo depois o Atlético partiu pra cima, com as saídas de Guerrón e Netinho, para as entradas de Mithyuê e Maikon Leite. E foi Maikon que marcou o gol de empate, em ótima jogada pela esquerda.

Mas aí, num passe errado de Paulo Baier, Manoel se viu obrigado a matar uma jogada perigosa do São Paulo, e foi expulso. Depois disso o Atlético ficou completamente desorganizado, e ainda quase tomou o gol que seria da derrota.

Mesmo com um a menos, o Furacão teve a chance de ganhar, em mais uma ótima jogada de Maikon Leite, mas a zaga do tricolor paulista conseguiu travar o atacante no momento do chute. E ficou nisso.

Arbitragem

E como já tem sido costume nos jogos do Furacão, o árbitro resolveu aprontar. 

Ainda na metade do segundo tempo, os zagueiros do time paulista fizeram faltas semelhantes a de Manoel, mas não tomaram o segundo cartão. 

Depois, no final da partida, Baier fez um lançamento para Maikon Leite, que, em posição legal, seguia sozinho, em direção ao gol, mas o árbitro ignorou o bandeira (que deu posição legal) e resolveu marcar impedimento por conta própria. O infeliz estava no meio do campo, e mesmo assim se achou em melhores condições do que o bandeira para anular a jogada.

Não contente com os seus erros, o senhor Gutemberg de Paula Fonseca resolveu atrapalhar mais ainda, dando apenas 3 minutos de acréscimo, sendo que aos 40 minutos de jogo, um jogador paulista ficou sendo atendido dentro do gramado até os 43 minutos.

Torcida

E como é bom ver a Arena lotada. Pra animar ainda mais a noite, a Torcida Os Fanáticos inovou apresentando uma linda faixa em conjunto com um mosaico. Ficou bonita a festa!


Veja os melhores momentos da partida:


Troféu Joinha
Maikon Leite. Jogou 15 minutos, fez o gol e criou outra oportunidade.

Troféu "Coxinha-de-Ouro"
Nieto. Se movimentou pouco e perdeu as poucas chances que teve, Alex, pra mim, é titular.

Leia mais sobre o jogo e o espetáculo da torcida nos seguintes links:

Linda festa atleticana (Blog Espaço Atlético)
A bola não! (Blog Espaço Atlético)

Nenhum comentário:

Postar um comentário