segunda-feira, 31 de maio de 2010

Será que vem o Geninho?

Segundo o Uol Esporte, o atual técnico do Atlético-GO, Geninho, não comandou o treinamento dessa segunda-feira, e poderia estar desembarcando ainda hoje em Curitiba.

Segue a notícia:

"Após a derrota por 3 a 1 no clássico contra o Goiás no último domingo o elenco do Atlético-GO se reapresentou para os treinamentos na manhã desta segunda-feira. Porém, a novidade desta movimentação foi a ausência do técnico Geninho, que está reunido com a diretoria do clube conversando sobre seu futuro.

O treinador teria recebido uma proposta do Atlético-PR, clube onde foi campeão brasileiro em 2001, para assumir o comando da equipe no lugar de Leandro Niehues. Como estava envolvido com o clássico contra o Goiás, Geninho não estaria disposto a conversar com nenhuma outra equipe, mas agora a situação é diferente.

Por conta deste pensamento, Geninho não quis negociar com a diretoria do Sport, que acertou com Toninho Cerezo. Porém, no caso do Atlético-PR a situação seria diferente já que é um time da Série A e veio com uma proposta oficial, que estaria sendo discutida na reunião desta segunda-feira, para ver se o Atlético-GO está disposto a cobri-la, ou não.

Geninho não tem multa rescisória com o Atlético-GO ou sequer um contrato assinado o vínculo com o clube goiano é apenas um acerto verbal. Ao final do jogo do último domingo, o treinador não quis falar sobre seu futuro. "Não gosto de falar em cima de momento. Eu gosto de analisar com calma, se eu ainda sou útil ou não, se eu posso colaborar ou não, qual a perspectiva de futuro."

Além de interessar o time paranaense, o treinador também foi cogitado para assumir o a vaga aberta por Jorge Fossati, que foi demitido do cargo no Internacional. Para Geninho, uma saída agora será normal. "Eu vim aqui para ajudar o Atlético-GO e quem me acompanha sabe que eu tento fazer isso. O dia que eu achar que eu não estou colaborando mais, ou a diretoria achar que o que eu estou fazendo também não é o ideal, o trabalho termina, isso é uma coisa normal".

Além de xarás no nome e nas cores do uniforme, os Atléticos estão na mesma situação também na classificação do Campeonato Brasileiro. As equipes ocupam os dois últimos lugares na classificação geral. Enquanto os paranaenses estão na penúltima colocação com quatro pontos, os goianos são os lanternas, ainda sem nenhuma vitória, com apenas um tento."

Nunca achei Geninho um baita técnico, mas o fato é que ele fez milagre no Furacão nas duas oportunidades em que treinou o time. Ao mesmo tempo, a continuação do trabalho após esses "milagres" foi sempre desastrosa.

Em 2002, após ter conquistado o título de campeão Brasileiro pelo Atlético, Geninho comandou o time numa campanha vergonhosa na Libertadores da América. E com um agravante, o elenco era praticamente o mesmo do ano anterior, com exceção de Souza, que saiu logo após o título. A saída de Geninho, na época, foi polêmica, gerando brigas entre ele e Mario Celso Petraglia.

Já em 2008, Geninho voltou, a pedido de Marcos Malucelli, na época Diretor de Futebol. A torcida pediu muito a volta do treinador, e ele correspondeu. Com um time limitadíssimo nas mãos, Geninho treinou muitos os poucos pontos fortes do Furacão, na época, e com isso conseguiu livrar o time do rebaixamento. Vitórias contra o Figueirense, Flamengo e Cruzeiro marcaram a campanha fraca do Atlético positivamente. 

Da mesma forma que aconteceu em 2002, a sequência do trabalho foi "fraca". Mesmo ganhando o campeonato Paranaense, o time do Atlético começou o Brasileirão 2009 muito mal, sem padrão de jogo e sem motivação. A saída de Geninho, o afastamento de alguns jogadores e a vinda de Antônio Lopes acabaram ajudando o elenco, e o Atlético conseguiu novamente se livrar do rebaixamento.

Por isso acho que a volta de Geninho pode não resolver. É um técnico motivador, do estilo "paizão", que deixa as coisas acontecerem. Temo que, sem grandes reforços, nem Geninho pode nos salvar!


As duas frases tiradas do Blog Espaço Atlético dizem tudo:






Força Furacão!

Nenhum comentário:

Postar um comentário